19/08/2013

Não buscamos a nossa própria glória. Antes buscamos fazer a vontade daquele que nos Amou primeiro.

Não buscamos a nossa própria glória. Antes buscamos fazer a vontade daquele que nos Amou primeiro.
Jesus num quis fazer na terra a sua vontade, antes só fazia aquilo que o Pai fazia, ou falava aquilo que o Pai disse. Toda a sua vontade estava sujeita ao Pai. Suas obras glorificavam a Ele.
Jesus lhes disse: “Eu lhes digo que o Filho não pode fazer nada por si mesmo, mas apenas o que vê o Pai fazer; tudo o que o Pai faz, o Filho também faz”. (João 5. 19)
Jesus foi em tudo obediente, até mesmo a morte de cruz, quando ainda ali Ele disse: “Pai! Que seja feita a tua vontade”.
Se quisermos ser filhos a imagem de Jesus Cristo, precisamos imita-lo em tudo. Ser obediente como Ele foi. Entregue a vontade do Pai, como Ele foi. Não buscar os nossos interesses em primeiro lugar, mas sim a vontade do Pai. Como conseguiremos seguir a Jesus. Se estivermos estivermos cheios de vontades, conceitos e opiniões.
Precisamos calar as nossas almas, e nos entregarmos; Esvaziar-nos de nos mesmo. Tomar a nossa cruz, e o seguirmos. Livres de todas as limitações humanas. Para que a verdadeira vida se manifeste em nos, e através de nos. Uma vida de crescimento e amadurecimento em Deus.  
E Ele deu a sua vida por nos. Para que pudéssemos ser achados n’Ele. Sendo filhos de Deus.
“Todos os que são guiados pelo Espirito de Deus são filhos de Deus. Porque o próprio Espirito do testemunho de que somos Filhos de Deus. E também somos herdeiros de Deus e coerdeiros com Jesus Cristo, e Se com Ele sofremos, Também com Ele reinaremos”.  (Romanos 8.14-17).
Filhos esses que buscam atender a vontade e ao coração do Pai. “A pessoas que fala de si mesma busca o louvor próprio, mas a pessoa que busca o louvor de quem a enviou é honesta, e não há falsidade nela”. (João 7.18). 
O mundo passa e tudo o que nele esta também é passageiro. Suas ostentações, suas vaidades. Tudo isso esta passando – os desejos da velha natureza, os desejos dos olhos e as exigências da vida – não provem do Pai, mas do mundo .O que fica?
 “Portanto irmãos, Não se preocupem com nada; ao contrario, tornem seus pedidos conhecidos a Deus pela oração e suplica, com ações de graças. E a Paz (o Shalom) de Deus, que ultrapassa todo entendimento, guardara o vosso coração e mente em unidade com o Messias Jesus. Por fim, concentrem o pensamento no que é verdadeiro, nobre, correto, puro, amável ou admirável, em virtude ou em louvor. Continuem praticando o que aprenderam e receberam de mim, ou o que ouviram e me viram fazer; então Deus, que concede o Shalom (Paz), estará com vocês” (Filipenses 3. 6-9).
 Nestas coisas, que devemos concentrar nosso tempo e canalizar as nossas energias. Ele tem cuidado de nós, e em nada teremos falta. “O Senhor é o meu Pastor, e eu não tenho falta de nada”

Rodrigo I Rodrigues